Oscar 2020 em livros

A cerimônia do Oscars 2020 marcou a noite do domingo, 09/02, com a inusitada premiação do filme sul coreano “Parasita” com o prêmio de Melhor Filme! E nesta noite especial, conhecemos grandes produções cinematográficas inspiradas em obras literárias. Vem com a gente conhecer que livros brilharam na maior festa do cinema.

Dois Papas – 3 indicações

O filme do diretor brasileiro Fernando Meirelles não recebeu nenhuma estatueta, mas conquistou um grande público com a história de uma conversa fictícia entre o Papa Frasncisco e o Bento XVI. O escritor e roteirista, Anthony McCarten, faz um exame minucioso da Igreja Católica e seus dois recentes líderes. O autor navega por todas as teorias a respeito da decisão chocante do papa Bento XVI de renunciar ao papado em 2013 e como papa Francisco lidou com sua inesperada chegada ao poder. Filme disponível na Netflix.

O Irlandês – 10 indicações

Dirigido pelo grande Martin Scorsese,  “O Irlandês” infelizmente foi para casa sem nenhuma estatueta. O filme de mais de 3 horas de duração foi inspirado no livro de mesmo nome do escritor e ex-investigador americano Charles Brandt. Na obra, conhecemos a envolvente história de Frank Sheeran, um funcionário sindical americano acusado de ter vínculos com a família criminosa de Bufalino, e temos acesso aos bastidores de um matador de aluguel que discorre também sobre outros notórios assassinatos e proporciona uma rara visão de como funciona a Máfia. Filme disponível na Netflix.

Adoráveis Mulheres – 5 indicações | 1 Oscar

O filme da diretora Greta Gerwig é inspirado na obra de Louisa May Alcott, “Mulherzinhas”. O longa recebeu o Oscar de Melhor Figurino pelo impecável trabalho realizado com as roupas de época. Um clássico da literatura americana, publicado originalmente em 1868, “Mulherzinhas” reúne um drama familiar, traços de um romance histórico e inspirações autobiográficas de sua autora. Alcott relata quatro anos na vida das irmãs March — Meg, Jo, Beth e Amy. Acompanhe as aventuras, dores, desilusões amorosas, perdas e aprendizados dessas mulheres e descubra o que torna esse livro um dos mais queridos e relevantes da literatura mundial. Em cartaz nos cinemas.

JoJo Rabbit –  6 indicações | 1 Oscar

O longo do diretor Taika Waititi foi inspirado no livro “O Céu que nos oprime” da escritora americana Christine Leunens. Na obra, conhecemos Johannes Betzler, um menino austríaco que abraça inocentemente o sonho nazista, integrante da Juventude Hitlerista, ele descobre que seus pais estão escondendo uma jovem judia, Elsa Kor, atrás de uma parede falsa em sua casa, em Viena. Seu horror inicial vira interesse, depois amor e obsessão. Após o desaparecimento de seus pais, Johannes descobre que ele é a única pessoa ciente da existência de Elsa e único responsável por sua sobrevivência. “O céu que nos oprime” é uma obra emocionante e magistral que examina verdades e mentiras nos níveis político e pessoal, revelando os aspectos mais sombrios da alma humana. O filme recebeu o Oscar de Melhor Roteiro Adaptado e está em cartas nos cinemas.

Malévola – Dona do Mal – 1 indicação

A Disney capricha em suas produções. Em “Malévola 2 –  A Dona do Mal” não seria diferente, o filme concorreu ao Oscar de Melhor Cabelo e Maquiagem. E na eletrizante adaptação em livro desta superprodução voltamos para o mundo encantado de Aurora, agora como Rainha dos Moors. É sua responsabilidade proteger o reino mágico das criaturas dos contos de fadas, que está sob ameaça iminente. Para consegui-lo, ela vai somar forças com sua madrinha, Malévola, que não hesitará em tomar caminhos sinistros se eles a ajudarem a cumprir seu objetivo, ainda que isso inclua lançar mão de sua magia maligna, de um exército de criaturas das trevas e de seu fiel servo, o corvo Diaval.

Toy Story 4 – 2 indicações | 1 Oscar

O quarto filme da saga Toy Story foi o grande campeão na categoria Melhor Animação. Desta vez, Woody, Buzz Lightyear e o resto da turma embarcam em uma viagem com Bonnie e um novo brinquedo chamado Forky. A aventura logo se transforma em uma reunião inesperada quando o ligeiro desvio que Woody faz o leva ao seu amigo há muito perdido, Bo Peep. Além da aventura em filme, Woody e seus amigos podem ser encontrados em diferentes formatos literários para ler e se divertir.

O Rei Leão – 1 indicação

Mesmo que se qualifique como uma animação gerada por computador, “O Rei Leão” não concorreu na categoria de Melhor Animação. Mas a superprodução da Disney marcou presença em Melhores Efeitos Visuais. Na adaptação em livro do live-action de “O Rei Leão”, o leitor encontrará o conteúdo expandido desta famosa história, e assim, saber um pouco mais sobre o príncipe leão Simba, o invejoso tio Scar, e os queridos Timão e Pumba. Não deixe de conferir.

Frozen 2 – 1 indicação

Esta linda produção que nos conta um pouco mais sobre Elsa e Anna ficou de também fora das indicações de Melhor Animação, mas concorreu em Melhor Canção Original. E para quem é apaixonado por essas irmãs, não pode deixar de conferir esta dica literária: “Frozen II – A Floresta Sombria”, um romance original emocionante que constrói uma ponte entre as aventuras de Frozen: uma aventura congelante (2014) e sua continuação, Frozen 2 (2020).

Deixe uma resposta